Em Mbanza Congo as empresas furtam-se a subscreverem seguro de acidentes de trabalho

Mbanza CongoAlgumas entidades empregadoras na província do Zaire recusam-se a assegurarem os seus trabalhadores contra os riscos de acidentes de trabalho. A constatação foi feita por José João, técnico da angolana Empresa Nacional de Seguros e Resseguros (ENSA), na cidade de Mbanza Congo.

José João lembrou que o seguro de acidentes de trabalho é obrigatório, regulamentado por Lei, e consagra que todo o trabalhador tem direito a um seguro contra os acidentes de trabalho.

Segundo o técnico da ENSA, a maior parte das empresas públicas e privadas que operam no município de Mbanza Congo não tem assegurado os seus funcionários a subscrição de tal seguro.

Algumas das empresas fazem-no por desconhecimento da legislação, outras por completo desinteresse pelos direitos dos seus trabalhadores.

Nós temos trabalhado em estreita colaboração com as instituições que velam pela legislação laboral (Mapess) e efetuado algumas visitas de aconselhamento às empresas, no sentido de sensibilizá-las sobre a necessidade de assegurarem os seus trabalhadores.

José João, técnico da ENSA – Empresa Nacional de Seguros e Resseguros

José João esclareceu ainda que todos os funcionários, independentemente da função que ocupam na empresa, têm direito ao seguro de acidentes de trabalho, desde que estejam a prestar um serviço remunerado.

A nível da província do Zaire, a ENSA tem representações nos municípios do Soyo e Mbanza Congo.

Em Mbanza Congo as empresas furtam-se a subscreverem seguro de acidentes de trabalho , 5.0 out of 5 based on 1 rating

 

VN:F [1.9.22_1171]
Avaliação: 5.0/5 (1 voto)

Somos um portal/blog de notícias sobre seguros e produtos financeiros em geral, que conta com a colaboração de um pequeno grupo de mediadores de seguros, que por força de se manterem constantemente bem informados sobre a actividade seguradora, partilham essa informação com clientes e leitores.

Deixe um comentário