Cartão de crédito examinado à lupa

Dezembro 7, 2010
Comentários desligados

O Diário Económico fez um apanhado de um recente estudo da DECO que avaliou setenta cartões de crédito. Nós sintetizamos-lhe aqui os aspectos principais desse estudo para que posso escolher ou substituir o seu cartão de crédito plenamente informado. A crise económica e financeira e todos os problemas que dela decorrem não facilitam a vida às empresas de crédito que comercializam cartões de crédito. A procura deve ser menor e como tal, todas se posicionam no sentido de construírem produtos de crédito mais atractivos para o consumidor, oferecendo-nos regalias várias, que num período de pujança económica não necessitariam praticar.

Entre essas benesses, encontram-se acções como a oferta das anuidades a um ou a ambos os titulares, seguros contra roubo, seguro de viagem, seguros de saúde, seguros de responsabilidade civil, ou até a devolução de uma parte dos gastos efectuados com o cartão.

Dadas todas estas ofertas, necessitamos de algum tempo e trabalho para podermos avaliar o cartão de crédito que num dado momento constituí a escolha acertada.

Como já referimos, o artigo do Diário Económico facilita-nos a vida contribuindo com boas dicas para compararmos os vários cartões de crédito. Dele ressaltam 7 escolhas.

Pagamentos da totalidade

Um cartão de crédito é um excelente instrumento para retardar o pagamento de algumas despesas sem incorrermos em qualquer custo adicional. Efectivamente, se optarmos pelo pagamento todos os meses a 100%, ganhamos 20 a 50 dias para pagar as nossas despesas, e não pagamos juros por isso.

A opção por esta modalidade não o impede de pedir ao banco para dividir uma despesa de maior volume em tranches, se em algum momento vir que é necessário.

Escolha um cartão sem anuidade

Actualmente já são muitos os cartões de crédito, quer sejam os chamados cartões classic, mas mesmos os cartões de crédito gold, que não têm qualquer anuidade associada. No caso dos gold, além da ausência da anuidade ainda usufruímos de alguns seguros incorporados no serviço.

Incondicionalmente sem anuidade temos o cartão de crédito Barclaycard. Segue-se um grupo de cartões que isentam o pagamento da anuidade se o cliente atingir anualmente um determinado valor de compras. O Santander Totta Light, Millennium bcp Classic, Best Classic e American Express Blue, isentam de anuidade se as compras chegarem a 1200 euros e o Caixa Gold se comprarmos com ele artigos no valor de 9000 euros.

Há ainda cartões de crédito que cobram a anuidade, mas restituem-na ou reduzem-na substancialmente em condições específicas, como sejam a realização de uma transacção no prazo de 45 dias para o cartão da Caixa Geral de Depósitos ou o facto de ser associado, no Montepio.

Usar o cartão de crédito como forma de obter crédito

Se pensa vir a recorrer ao crédito associado ao seu cartão, então deve escolher o cartão de crédito em função da taxa de juro praticada – deve escolher a menor possível.

Os cartões de crédito gold dispõem de plafonds de crédito maiores, daí também que sejam mais caros que um cartão de crédito referido como classic. Os cartões analisados cobram em média quase 25% de encargos se usar a vertente de crédito.

Entre os cartões avaliados no estudo apresentado pelo Diário Económico, Unibanco Gold, Santander Totta Visa Mastercard Gold, Deutsche Bank Gold e Montepio Premier apresentam as taxas de juros mais elevadas, na ordem ou acima dos trinta por cento.

Alternativas ao crédito do cartão de crédito

Se efectivamente lhe interessa ter crédito, não deve recorrer ao do cartão de crédito, pois há formas bem mais baratas de o conseguir. O recurso ao crédito ao consumo sai-lhe na maioria das situações bem mais barato. Outra alternativa mais em conta é a da conta-ordenado, nos casos em que pode domiciliar o seu vencimento. O limite de crédito condiz com o valor do vencimento e as taxas mais em conta começam a partir dos 11%. A desvantagem desta modalidade de crédito passa pelo facto de os juros começarem a contar logo no preciso momento em que utiliza o crédito e a dívida é imediatamente liquidada mal o vencimento lhe é creditado na conta.

A utilização de um cartão de crédito envolve sempre riscos. Pode ser roubado, perdido, ou alvo de fraude. A legislação impõe que o utilizador apenas pode ser responsabilizado pelos movimentos que ocorrerem antes da comunicação do extravio ou roubo à instituição financeira emissora, e que essa responsabilização apenas pode atingir os 150 euros. Neste particular, há cartões de crédito que cobrem todos os prejuízos e nem sequer obrigam ao pagamento de uma franquia. O Barclays Gold, o Banif Classic, e o CGD Caixa In encontram-se neste grupo de cartões de crédito.

Escolha acertada em cartão de crédito

À margem deste estudo, não deixe de ler a nossa escolha acertada em cartão de crédito.

 

Somos um portal/blog de notícias sobre seguros e produtos financeiros em geral, que conta com a colaboração de um pequeno grupo de mediadores de seguros, que por força de se manterem constantemente bem informados sobre a actividade seguradora, partilham essa informação com clientes e leitores.