Fidelidade emite dívida subordinada de 500 milhões de euros

A Fidelidade emitiu pela primeira vez 500 milhões de euros de dívida Tier II a 10 anos com uma taxa de juro de 4.25 pontos percentuais. Subscrita por um alargado painel de investidores institucionais, maioritariamente europeus e americanos, esta emissão de dívida da Fidelidade reforça os seus rácios de solvência em 25p.p. e otimiza a estrutura de capital da Companhia.

nova marca Fidelidade

O prazo para o reembolso da dívida é de dez anos, com maturidade em Setembro de 2031, mas podem ser reembolsados antecipadamente pela Fidelidade ao final de cinco anos, em Setembro de 2026. Os títulos de divida subordinada qualificam como fundos próprios para efeitos de apuramento dos rácios de solvência II.

Num claro sinal de confiança dos mercados, a procura ultrapassou mais de duas vezes o montante emitido e a taxa de juro baixou face ao valor de referência proposto. Inicialmente estava planeada a emissão de 300 milhões de euros, mas face à forte procura, a Fidelidade optou por alargar o montante de emissão para 500 milhões de euros.

“O grande interesse demonstrado pelos investidores internacionais nesta nossa primeira emissão, é um voto de confiança na solidez, e sobretudo na estratégia de crescimento da Fidelidade e no nosso plano de transformação em curso. Com esta emissão reforçamos os nossos rácios de capital e garantimos uma estrutura diversificada de investidores alinhados na nossa visão de longo-prazo, acompanhando também, desta forma, as estratégias de capital das nossas principais congéneres europeias e mundiais, que há muito vêm recorrendo a este mecanismo”.

Rogério Campos Henriques, CEO da Fidelidade

Já o presidente do Grupo, Jorge Magalhães Correia refere que esta emissão, nas condições em que foi concluída, dá cumprimento a um dos objetivos do plano estratégico da Fidelidade e é um primeiro passo auspicioso da companhia no mercado de capitais, um caminho que a Fidelidade quer construir de forma sustentada.

A operação da primeira emissão de dívida da Fidelidade foi liderada pela Morgan Stanley, Caixa BI e HSBC.

 

Com formação em Marketing e em Pubicidade, faz parte do núcleo de fundadores do portal Seguros Mais.

Deixe um comentário