APROSE e ANACS unem-se e fundam mega associação de mediadores de seguros

APROSE e ANACS unem-se e fundam mega associação de mediadores de segurosA APROSE – Associação Portuguesa da Mediação Profissional de Seguros e a ANACS – Associação Nacional de Agentes e Corretores de Seguros, aprovaram a fusão das duas entidades visando ter uma voz mais forte na defesa da atividade seguradora.

A fusão, por incorporação da ANACS na APROSE, foi aprovada por esmagadora maioria, nas respetivas assembleias-gerais extraordinárias realizadas hoje ao início da tarde, em Coimbra, passando a nova associação a designar-se APROSE – Agência Nacional dos Agentes e Corretores de Seguro.

 

Não fazia sentido ter duas associações separadas e iniciámos o caminho para a convergência. Hoje termina o processo com a fusão das duas associações, que permite ter uma voz comum para defender os interesses da mediação profissional e, em última análise, dos consumidores. As várias entidades do sector terão mais respeito na parte da mediação profissional, tendo um interlocutor que representa a classe do que ter de dividir a interlocução com mais do que uma entidade.

Luís Cervantes, anterior presidente da APROSE e presidente da nova estrutura

 

O presidente da nova estrutura adiantou que a direção vai ter, no futuro, três áreas muito importantes pela frente, a primeira decorrente da alteração da diretiva de mediação de seguros, “em que vamos lutar por um maior profissionalismo da mediação”.

“Hoje, ainda existem autorizados para exercer a profissão 22 mil mediadores, mas temos a noção de que nem todos são profissionais e nós vamos defender a mediação profissional, porque assim estamos a defender o interesse e a proteção do consumidor”, sublinhou o dirigente.

Luís Cervantes prometeu também defender “a ética na atuação do mercado segurador”, adiantando que foi apresentada uma queixa na Comissão Nacional de Proteção de Dados contra o comportamento da banca na utilização de informação de forma “que consideramos abusiva”.

O dirigente associativo acrescentou ainda que está em preparação uma outra queixa contra uma companhia de seguros, que atua no mercado português, por publicidade enganosa exibida na televisão.

A introdução de maior eficiência na gestão dos processos com clientes e companhias de seguros foi o terceiro desafio enumerado pelo presidente da APROSE – Agência Nacional dos Agentes e Corretores de Seguro.

Esta nova associação engloba 1300 associados profissionais que, segundo Luís Cervantes, representam mais de 70% do negócio da mediação de seguros em Portugal.

 

TOC e formadora em Contabilidade Financeira, Analitica e Fiscalidade. Colaboradora da Seguros Mais

Deixe um comentário