Banco BIC quer comprar uma pequena seguradora em Portugal

Outubro 17, 2013

Fernando Teles presidente do BICO Banco BIC gostaria de ter uma pequena seguradora em Portugal e propõe-se a analisar qualquer negócio que passe pela compra de alguma seguradora de pequena dimensão. Quem o afirma é o próprio Fernando Teles, presidente do banco.

É sabido que o Banco BIC falhou a compra da seguradora mais natural possível – a aquisição da Real Vida ao Estado português, que acabou por ir parar ao grupo Patris.

Questionado sobre um eventual interesse na compra da companhia de seguros Fidelidade (do Grupo Caixa Geral de Depósitos), líder de mercado e cujo processo de privatização deverá avançar em breve, Fernando Teles excluiu essa possibilidade.

Fernando Teles diz que o Banco BIC ainda não tem condições para avançar para uma grande seguradora, como é o caso da Fidelidade que está à venda, considerando ainda menos provável que o Banco BIC Português lance uma companhia de seguros de raiz no mercado português, privilegiando, em vez disso, a aquisição de uma companhia já estabelecida, e segundo o presidente, existem atualmente algumas seguradoras multinacionais, que estão à venda e será a elas que o BIC está atento.

Nova seguradora angolana ainda este ano

Até ao final deste ano, a nova companhia de seguros – BIC Seguros – será uma realidade em Angola.

A seguradora pertence do Banco BIC Angola, representa um investimento inicial na ordem dos 7.4 milhões de euros, segundo informação do mesmo Fernando Teles.

Quer em Angola, quer em Portugal, o objetivo do banco é tirar partido das redes de balcões que já dispõe para comercializar os produtos das suas próprias seguradoras.

Para liderar a sua área seguradora, o BIC já escolheu o rosto – é o de Artur Marques, o antigo presidente da Açoreana Seguros.

Banco BIC quer comprar uma pequena seguradora em Portugal, 5.0 out of 5 based on 1 rating

 

VN:F [1.9.22_1171]
Avaliação: 5.0/5 (1 voto)

TOC e formadora em Contabilidade Financeira, Analitica e Fiscalidade. Colaboradora da Seguros Mais

Deixe um comentário