Fraude nos seguros também é preocupação no Brasil

Fevereiro 18, 2013

fraude em segurosAs fraudes nos seguros são uma grande preocupação também no Brasil. Segundo Leonardo Girão, o gerente de Proteção ao Seguro da CNseg, entre todos os sinistros, 7.2 por cento são suspeitos, ou seja, evidenciam um qualquer indício de irregularidade.

Os dados são do Sistema de Quantificação de Fraude (SQF) da CNseg, e representam R$ 1.87 bilhão retirando os seguros de Saúde e Previdência Complementar.

Segundo o mesmo responsável, o seguro automóvel, e os seguros de vida e de transportes, são os que mais indícios de fraude apresentam.

Se estes valores dizem respeito às suspeitas de fraude, os próximos referem-se às fraudes de seguros comprovadas, ou pelo menos, aquelas que assim foram consideradas pelas autoridades do setor seguradora brasileiro.

Apenas durante o ano de 2011, as fraudes em seguros, que resultaram na negação das indemnizações, atingiram aproximadamente R$ 338 milhões, o que correspondeu a quase um por cento (0.8%) do total das receitas da atividade de seguros.

Seguros para lavar dinheiro

Ainda neste contexto, Leonardo Girão foi mais longe e estabeleceu a relação da fraude nos seguros com a lavagem de dinheiro.

A lavagem de dinheiro consiste em fazer com que produtos do crime pareçam legais e segundo o responsável, o mercado de seguros, capitalização e previdência, que no Brasil são tutelados pela Susep, é um dos setores vulneráveis à lavagem de dinheiro, que hipoteticamente pode ser utilizada como instrumento destinado à inserção na economia de dinheiro sujo obtido de forma fraudulenta.

 

Somos um portal/blog de notícias sobre seguros e produtos financeiros em geral, que conta com a colaboração de um pequeno grupo de mediadores de seguros, que por força de se manterem constantemente bem informados sobre a actividade seguradora, partilham essa informação com clientes e leitores.

Deixe um comentário