Seguradoras encarnam responsabilidade social

responsabilização social nos segurosPara quem observa o mercado segurador e os seus agentes, é cada vez mais visível o empenho que as seguradoras colocam na defesa de causas sociais.

Desde campanhas de sensibilização, a apoio a jovens ou a idosos, e patrocínios a eventos com preocupações sociais, as seguradoras somam bons apontamentos e sinais de quererem contribuir para o bem estar geral das comunidades em que se inserem.

Já aqui lhe temos de imensas iniciativas levadas a cabo pelas companhias de seguros, com fins todos eles elevados e que são transversais à sociedades portuguesa.

Senão vejamos apenas os exemplo de ações de que lhe demos conta nos últimos meses.

Contamos-lhe que os colaboradores da AXA andavam a correr, (sim a fazerem quilómetros que significam dinheiro), por causas sociais.

Na AXA correu-se pelo apoio aos jovens, pela sensibilização da comunidade para as questões da igualdade de género, da violência de género e do tráfico de seres humanos.

Por outro lado, a MAPFRE tem iniciativas que visam promover o bem-estar e a qualidade de vida na terceira idade, a prevenção de acidentes e o envelhecimento ativo.

A NSeguros valorizou o estado especial e o momento especial para uma mulher que é estar grávida. Criou espaços agradáveis e confortáveis para grávidas, e para que estas possam assistir a concertos de música.

E também lhe contamos que a Allianz patrocina atletas paraolímpicos.

Hoje contamos-lhe mais dois casos de solidariedade e responsabilidade social posta em prática por companhias de seguros nacionais.

Fidelidade e Império limpam praias

Várias dezenas de colaboradores da Fidelidade Mundial e da Império Bonança ocuparam uma manhã de sábado para desfrutarem da bela praia de São Jacinto, mas não só.

A ação levada a cabo, teve como máxima Com Pouco, Fazer Muito e foi patrocinada pela Direção Regional Norte da Império Bonança e da Fidelidade Mundial – estiveram todos a limpar a praia, pretendendo sensibilizar para as questões da preservação do ambiente.

No entender de todos os que colocaram “mãos à obra”, são pequenos passos assim que fazem a diferença e nos levam a valorizar os espaços naturais que temos, entendendo a necessidade de os preservar.

Lusitania ajuda crianças

A Lusitania fez anos – 26 primaveras – e entre as iniciativas levadas a cabo, organizou uma exposição de pintura no seu auditório em Lisboa.

O valor de venda de uma das obras reverteu totalmente para a Associação das Aldeias de Crianças SOS, instituição que acolhe crianças órfãs, abandonadas ou pertencentes a famílias de risco.

Mas não só, foram muitos os colaboradores da Lusitania que aceitaram o repto de passarem um dia em regime de voluntariado, a jardinarem nas instalações da Cercica, no Estoril.

A habilitação e capacitação das pessoas com deficiência intelectual e incapacidades é o objetivo desta associação que desenvolve com sucesso programas de terapia assistidos com animais.

 

Principal dinamizadora da criação da Seguros Mais, detém formação superior em Engenharia que aplica nas áreas da consultoria e formação, não deixando de ser elemento ativo nas publicações e avaliações do site.

Deixe um comentário