Seguro de protecção à dívida portuguesa

Abril 21, 2011
Comentários desligados

Os investidores que quiserem subscrever um seguro contra o eventual incumprimento de Portugal têm de pagar 625 mil euros anuais por cada 10 milhões de euros investidos em dívida portuguesa, em virtude do custo dos credit-default swaps – CDS – sobre as Obrigações do Tesouro portuguesas a 5 anos ter atingido há um par de dias os 625 pontos.

Por outras palavras, qualquer investidor que tenha na sua carteira títulos de dívida pública de Portugal e pretenda realizar um seguro para se proteger de eventuais perdas que resultem de incumprimento no pagamento da dívida por parte da República portuguesa, pode escolhe adquirir CDS.

Este seguro contra o incumprimento do pagamento da dívida portuguesa é um seguro similar aos vulgares seguros de protecção ao crédito, que qualquer pessoa pode subscrever para assegurar que o crédito habitação continuará a ser pago mesmo por perda de emprego, ou que qualquer empresa poderá contratar para garantir que os seus clientes honram os seus pagamentos.

Em grande medida o agravamento dos CDS portugueses decorre de outros agravamentos – juros e spreads também batem máximos históricos numa altura em que se soube que pela terceira semana consecutiva, o Banco Central Europeu optou por não comprar títulos de dívida pública da nenhum país da zona euro.

Foi superada pela primeira vez a barreira dos dez por cento no juro das obrigações do tesouro a dois anos. Igualmente a yield das OT a cinco anos aproximou-se dos onze por cento enquanto o juro a dez anos chegou a 9.278%.

Do mesmo modo, Espanha e Grécia assistiram ao agravamento dos seus indicadores de risco

 

Somos um portal/blog de notícias sobre seguros e produtos financeiros em geral, que conta com a colaboração de um pequeno grupo de mediadores de seguros, que por força de se manterem constantemente bem informados sobre a actividade seguradora, partilham essa informação com clientes e leitores.